Gestão de Resíduos

Em 2016, devido a grande quantidade de resíduos gerados e de materiais desperdiçados no curso de Arquitetura e Urbanismo da UFSC, surge o projeto Gestão de Resíduos. Seus objetivos eram: a conscientização ambiental acerca do desperdício e a destinação correta dos materiais gerados no Departamento de arquitetura.  Contou com a participação de integrantes do AMA e NEAmb (Núcleo de Educação Ambiental), orientados pelo professor Samuel Steiner.

O projeto iniciou-se com o nome de CompostAMA, devido às intenções iniciais de retornar a compostagem da UFSC e construir uma composteira para destinação de resíduos orgânicos no departamento de arquitetura. Entretanto, em virtude da importância de pensar em outros tipos de resíduos, principalmente os materiais gerados no curso de Arquitetura e Urbanismo, optou-se a mudança para o nome “Gestão de Resíduos”, considerado mais adequado e abrangente.

Para o um bom desenvolvimento do projeto e aprimoração do conhecimento do grupo acerca da temática de Gestão de Resíduos, foram realizadas diversas atividades de formação. Discutiu-se sobre a situação da UFSC em relação à realização compostagem no campus de Florianópolis, realizou-se uma visita ao pátio de compostagem e ao centro de triagem da Comcap (Autarquia de Melhoramentos da Capital Comcap), efetuou-se reuniões com estudantes de Agronomia e membros do NEAmb (Núcleo de Educação Ambiental da UFSC), entre outros.



Durante a realização do projeto, foram abordadas diversas questões, dentre elas: a situação da destinação de resíduos da UFSC; melhor gerenciamento e destinação dos resíduos no Departamento de Arquitetura, a construção de uma composteira e a educação ambiental.

A questão da destinação de resíduos da UFSC foi abordada no projeto através de discussões sobre a temática e a elaboração de propostas de retornar a compostar/reciclar os resíduos da universidade. Pretendia-se, também, enviar uma carta à reitoria reivindicando um posicionamento acerca da gestão de resíduos na universidade, como forma de não restringir a discussão apenas para o curso de Arquitetura e Urbanismo. 

Já dentro do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFSC, a questão da gestão de resíduos foi tratada da seguinte forma: pretendia-se melhorar o gerenciamento dos resíduos produzidos no curso e dar uma destinação mais adequada à eles, de modo a incentivar a separação, o reuso e aproveitamento dos diversos materiais usados na elaboração de modelos e maquetes. Tinha-se também a intenção de fazer uma organização e separação de materiais no mezanino do prédio do departamento. 

Ademais, planejava-se a construção de uma composteira no AMA. A ideia era realizar uma composteira “pilota” a fim de auxiliar na organização e destinação dos resíduos produzidos no EMAU.  Tal objetivo acabou se concretizando, não por parte do AMA, mas sim devido  ao evento II Encontro Municipal de Agricultura Urbana, em junho de 2016. Por meio dele, foi construída uma leira no Departamento de Arquitetura da UFSC, a fim de explicar o processo de forma didática. Também foram abordados no evento assuntos como: reunião de  instituições públicas e sociedade civil para ampliar o conhecimento sobre Agricultura Urbana, experiências com a temática e a discussão de estratégias que fortaleçam as práticas agrícolas de base agroecológica, o que certamente agregou muito para o projeto e para o curso.

A educação ambiental também foi pensada como um grande motivador do projeto. Era muito forte a intenção de iniciar uma educação ambiental dentro da própria graduação, começando pelo próprio prédio do Departamento de Arquitetura e levando para as práticas de cada um, buscando algum efeito numa escala maior

No segundo semestre de 2016, devido a impossibilidade dos membros envolvidos de continuar o projeto, este teve de ser finalizado.

Membros

AMA: Anastácia Bueno, Débora Jank, Iasmin Kormann e Tássia Sant’Anna

NeAmb: Maria Gabriela

Professor Orientador

Samuel Steiner